5 MOTIVOS QUE JUSTIFICAM A RELAÇÃO STARTUPS E GRANDES EMPRESAS

5 MOTIVOS QUE JUSTIFICAM A RELAÇÃO STARTUPS E GRANDES EMPRESAS

Quando falamos em startups e grandes empresas é comum associarmos cada um a extremos diferentes. Pior que isso, às vezes fazemos a associação como “óleo e água”, “gato e rato”, como se fossem duas coisas que nunca se misturam! É aí que está o problema: partimos de conceitos obsoletos para analisar essa relação.

Será que não nos seria interessante olhar com outras lentes para essa relação? Com tantas mudanças que aconteceram (e acontecem a todo momento) no mercado, será que existem novos conceitos que nos ajudariam a analisar esse contexto de forma diferente? O que levaria empresas tão diferentes entre si a se relacionarem?

O que temos visto é, cada vez mais, o surgimento de iniciativas de grandes empresas para se aproximarem de startups. De formas diferentes, muitas empresas tem buscado conhecer e entender o “mundo fantástico das startups” para então decidirem se relacionar com elas. Por que?

Então esta é minha proposta: refletirmos sobre alguns motivos que justifiquem a relação grande empresa e startup. Se eles existem? Sim, existem!!!

1 – Novos negócios

A relação entre grandes empresas e startups podem também gerar oportunidades novas de negócios para ambos, em conjunto ou não, mas fruto dessa relação. Seja a conquista de novos clientes, novas vendas para os clientes já conquistados, novos mercados desbravados ou seja, até, a atração de investidores. Fato é que os ganhos podem vir em formato financeiro e/ou econômico.

2 – Desenvolvimento Tecnológico

A união entre a experiência da grande empresa com a ousadia e agilidade das startups tem potencial de gerar desenvolvimento tecnológico a ambos. Inclusive, potencial de desenvolvimento de novas tecnologias em conjunto, que depois podem gerar novas patentes, novos produtos e até novos negócios.

3 – Qualificação de Equipe

Os interesses de uma grande empresa costumam ser diferentes dos interesses das startups e o processo de desenvolvimento da parceria (que envolve negociação de interesses) traz ganhos pessoais para os profissionais envolvidos, porque desenvolvem habilidades de negociação e de coordenação e que, consequentemente, impactam positivamente o negócio em questão.

4 – Transformação Cultural

As grandes empresas tem o que aprender da cultura startup, é isso que mais ouvimos. Mas as startups também tem o que aprender das grandes empresas (afinal, a maioria delas ou quer vender para grandes empresas ou quer se tornar uma delas). Dessa forma, toda a relação entre grandes empresas e startups podem gerar transformação cultural (e positiva) para ambos os lados.

5 – Eficiência de negócio

Os motivos destacados acima, quando relacionados entre si, traz uma eficiência de negócio facilmente percebida. A transformação cultural aliada à qualificação da equipe desenvolve processos mais assertivos, que somados ao desenvolvimento tecnológico acelera a conquista de novos negócios. Isso envolve desde eficiência operacional até eficiência comercial, resultado a eficiência do negócio.

É claro que esses motivos não esgotam as justificativas para vermos com bons olhos a relação grande empresa e startup, mas já ajudam a direcionar nossas análises para um outro nível de entendimento.

Você acha que existem outros? Conta para gente!

By | 2018-05-08T11:02:08+00:00 abril 16th, 2018|empreendedorismo, startups|