COMO APROVEITAR UMA MENTORIA

COMO APROVEITAR UMA MENTORIA

“O mentor que conversou comigo na segunda-feira passada me disse que era para eu focar nas vendas B2B, o dessa semana me falou para focar em B2C, o que eu faço?”

“O mentor concordou com tudo o que eu estou fazendo e não me ajudou com nenhuma ideia nova, não gostei da mentoria.”

“O mentor não entendeu o que eu faço e não conseguiu me ajudar em nada.”

As 3 frases acima relatam situações comuns no mundo empreendedor. E como tudo na vida, quando algo dá errado colocamos a culpa nos outros, no caso nos mentores.

Para entender e se preparar para as mentorias, é preciso saber algumas verdades sobre mentores:

  • Mentores diferentes podem e irão das conselhos diferentes e algumas vezes contraditórios
  • Nem sempre um mentor será consistente com os conselhos que ele te dá (as vezes ele dará conselhos contraditórios na mesma reunião)
  • Mentores não são donos da verdade, mas eles em geral têm mais experiência do que você e por isso vale a pena ao menos considerar a opinião deles
  • Existem mentores “good cop” e mentores “bad cop”, ou seja mentores que gostam de elogiar para conseguir direcionar melhor as startups e mentores que usam a tática de criticar a startup para direcionar os seus conselhos. Existem mentores bons e ruins em ambos os estilos, então não ache que todo mundo que critica o seu modelo de negócio é um bom mentor. Criticar um modelo de negócio em construção é algo muito fácil.

Embora tudo isso que falamos sobre mentores seja verdade, eles ainda ajudam MUITO o desenvolvimento de uma empresa e/ou empreendedor. Então como realmente aproveitar os momentos com esses mentores para ter insigths dos próximos passos:

Estude o seu mentor

Não existe nada pior do que um empreendedor que senta para fazer mentoria com um mentor que não conhece. Quando isso acontece, a não ser que o mentor seja muito bom, ambos perdem muito tempo durante a mentoria ou ela não flui.

No vale do silício, os mentores mais requisitados costumam escrever posts para que os empreendedores leiam antes de falar com eles. E isso não é estrelismo, é a experiência de quem sabe o tempo que se perde quando o empreendedor não sabe o que quer como resultado da mentoria.

Portanto, leia o linkedin, procure algum blog ou vídeo do seu mentor. Só assim, você consegue traçar um plano de que resultados esperar da mentoria.

É comum que empreendedores usem as mentorias da seguinte forma: apresentam um pitch do seu negócio e esperam contribuições. Isso é uma perda de tempo para ambos os lados. O melhor é direcionar a sua apresentação e as suas perguntas para a área de especialidade do mentor. Exemplo: o seu mentor tem experiência em marketing digital? Então foque a sua apresentação nos seus canais de venda e marketing, com perguntas claras do que você acha que o mentor pode te ajudar nesses pontos.

Fale menos e escute mais

Isso vale para muitos momentos da vida, mas especialmente para as mentorias. O horário do mentor é quase sempre mais apertado do que o seu. E ele não precisa ser convencido que o seu modelo de negócio é fantástico ou que o seu produto é sensacional. Ele precisa entender como funciona para poder dar as contribuições necessárias.

Portanto faça um pitch rápido do seu negócio e comece o quanto antes a fazer perguntas para o seu mentor. Quanto mais tempo você falar na reunião, menos tempo existe para as contribuições dele.

É preciso fazer uma ressalva que alguns mentores gostam de perguntar para que o empreendedor descubra sozinho as respostas e construa uma linha de raciocínio sozinho. Nesse caso, preste atenção nas perguntas e tente entender o que tem por trás delas.

Anote os conselhos dados durante a mentoria

Não confie na sua memória. Se você conversou durante 30 minutos com um mentor durante o café e não anotou nada durante a conversa existe um grande risco de você esquecer ou não acompanhar após a reunião o que vocês discutiram durante aquela meia hora.

Anote e se possível mande um registro do que foi discutido para o mentor após a reunião. É uma forma de mostrar organização e interesse com o que foi discutido. Lembre-se que na grande maioria das vezes os mentores são voluntários. O mínimo que eles esperam é interesse.

Apresente os resultados da mentoria

Uma mentoria geralmente gera “para-casas” do empreendedor. Mostre para o mentor que você fez esses “para-casas”. Isso mostra o interesse que falamos anteriormente e te ajuda a conseguir outras ajudas daquele mentor.

Lembre-se, mentorias podem economizar anos de erros, gerar taxas de crescimento maiores ou aumentar o seu faturamento, mas para isso elas devem ser úteis. Os bons empreendedores aprendem a aproveitar o que tem de bom em cada conversa que fazem ao longo do seu desenvolvimento e cultivam mentores como quem cultiva clientes.

By | 2018-01-02T15:19:25+00:00 julho 18th, 2017|startups|