SEJA AUTÊNTICO E TENHA UM BOM PITCH

SEJA AUTÊNTICO E TENHA UM BOM PITCH

As eleições estão aí e o que mais vemos são discursos políticos, uns mais longos, outros muito rápidos, alguns em TV, outros no rádio, outros ainda na rua. Independente do tempo ou do lugar, todos querem a mesma coisa: ganhar seu voto.

Empreendedor de startup sabe bem do que estou falando, não é mesmo? Onde quer que estejam, estão sempre fazendo pitchs. Do elevador às mais demoradas reuniões, lá estão os empreendedores vendendo seus peixes (é quase a mesma coisa que pedir voto).

PITCH É UMA MENSAGEM PENSADA E PREPARADA PARA TRANSMITIR OS PRINCIPAIS PONTOS DE SEU PROJETO, DE FORMA SIMPLES, CLARA E OBJETIVA.

As dificuldades são muitas, neste caso, porque em poucos minutos (às vezes 1 minuto) o empreendedor tem que mostrar que entende do que está falando, que conhece os problemas daquele contexto e que, principalmente, tem a melhor solução para eles. Há quem diga que quem consegue conquistar alguém por meio do pitch “teve sorte”, mas cá entre nós, tem muita técnica envolvida.

Os melhores especialistas trazem dicas sensacionais sobre como fazer um bom pitch. Procure aí no Google que você vai achar vários artigos a respeito!

Então, o que queremos hoje é te falar o que poucos falam:

  1. Não importa a ordem em que você apresenta as informações, o importante é apresentá-las. O seu interlocutor precisa ter acesso às informações importantes sobre seu negócio e entender o que você está dizendo. É comum o empreendedor perguntar, por exemplo, se a apresentação da equipe vem no início ou no final, se primeiro apresenta o problema e depois a solução, ou a solução e depois o problema. Não tem resposta certa para isso, tudo depende… depende de como você está contando a história e do quanto você encadeou bem seus argumentos.
  2. Nada é obrigatório, nada é proibido. O que vale mesmo é o bom senso. E nos momentos de conquista (do novo cliente, do novo parceiro, do novo investidor) é bom ter bom senso na fala, na entonação da voz, na apresentação pessoal e na qualidade e veracidade do material de apoio. Cuide dos detalhes e se prepare para transmitir segurança para quem te ouve.
  3. Não tem modelo pronto, do tipo receita de bolo. Então, não precisa copiar aquele pitch que você assistiu e achou maravilhoso e tomar como seu. Melhor que isso: se dedique a criar seu próprio roteiro, seja objetivo na sua explanação e treine muito antes de se apresentar. O grande segredo do pitch está em você ser autêntico. Faça as pessoas entenderem seu raciocínio, se convencerem dos seus argumentos e decidirem continuar a caminhada com você a partir daquele momento, seja como investidor ou seja lá como for.
  4. Nem toda hora é hora, nem todo lugar é lugar. Isso mesmo! A gente sempre fala que empreendedor não tem hora, porque toda hora é hora de explorar oportunidades. Mas é importante ter sensibilidade para perceber o que é para cada momento e também o que não é. Às vezes você vai precisar ir mais longe que simplesmente apresentar seu pitch e às vezes nem isso você deverá fazer. Ser sensível aos sinais, muitos não falados, pode te levar mais longe do que você imagina.

Seja você! Ninguém melhor que você mesmo para contar sua própria história!

Tendo dificuldades no caminho, fala com a gente! A Bizcool existe para te acelerar!

By | 2018-09-18T11:25:34+00:00 setembro 18th, 2018|empreendedorismo, startups|